04 maio 2016

Amigos que se odeiam (e você no meio)


Pessoas são diferentes. Se não fossem, o mundo seria chato demais, não é? Pois. Mas como tudo tem dois lados, ás vezes essas diferenças acabam resultando na inevitável incompatibilidade de dois serezinhos. E apesar de desanimador, não tem nada de errado com isso, vida que segue.
Na verdade, tem uma coisa de errado na situação sim, e é quando esses dois tem um grande amigo em comum no meio; você.

Eu já passei por essa situação um total de três vezes na vida. Em outras vezes eu estive em um dos lados e quem sofreu no início foi meu amigo no meio, porque eu tava tranquila, sério. Mas nem sempre os dois lados tem todo esse senso de maturidade (SE ACHA SUELE), daí é que estará aberta a temporada de tretas!

Vamos analisar a situação com esse trio fictício:
Geovana, Marcela, e Julinha são bem amigas. Fazem quase de tudo juntas; saídas, fazem festas do pijama, dividem segredos. Até que, num belo dia, algo acontece (daí tem toda uma gama de possíveis problemas; todo mundo é diferente como já falei então não tem como julgar) e Geovana e Julinha brigam. E nem foi briga verbal, foi só um disse-me-disse vindo de lados externos ao grupo, que talvez tenha sido um equívoco e chegou errado no ouvido de uma ou de outra, ou talvez tenha sido alguma coisa bem ruim mesmo.

Seja o que for, aconteceu, e foi ruim. Ruim o bastante pra Geovana nunca mais olhar na cara de Julinha. Julinha bloqueou Geovana no face. Geovana deu unfollow no instagram de Julinha.

E cadê Marcela no meio disso tudo?

Lá mesmo, no meio.



Geovana e Julinha estão bravas uma com a outra, mas não com Marcela. Até porque Marcela não teve ligação alguma com a treta, então não tem por quê ficarem bravas com ela. Pelo menos não ainda.

Ainda não porque, ainda chegaria o dia em que Marcela diria pra Julinha "hoje não posso sair, tenho que ajudar minha mãe com o computador novo dela" quando, na verdade, Marcela estaria indo dormir na casa de Geovana. Geovana essa, amiga do peito, mas que ficou com uma pulga atrás da orelha no fim de semana seguinte, quando convidou Marcela pra almoçar em sua casa, e a mesma disse que não poderia ir pois sua mãe faria um belo peixe assado especialmente pra ela no mesmo dia, e não podia desguiar uma mãe tão atenciosa, não é mesmo?

"Marcela você odeia peixe" Talvez ela tenha esquecido num lapso que Geovana a conhece tão bem pra constatar algo tão bobo. "Mas minha mãe adora! E ela quer passar mais tempo comigo e tal, a vida ta corrida, você sabe" Geovana assentiu, compreensiva. Mas a pulguinha? Mordeu um pouco mais forte.

E Marcela não comeu peixe assado no sábado, afinal. Ela almoçou lasanha bolonhesa. Receita mais que especial da mãe de Julinha.

Na quinta-feira, Julinha convidou Marcela para irem ao cinema na mesma noite ver o novo Batman vs Superman, franquia que o trio ama. Marcela com a voz triste disse que não poderia ir, pois tinha que ser babá para a prima que precisava ir a um congresso e não podia deixar a pequena sozinha em casa. Convenientemente a mesma desculpa que deu á Geovana no dia anterior, que já havia a convidado para o mesmo programa.

Marcela estava muito mal. Na verdade ela estava já adquirindo uma cor roxa nas têmporas devido o estresse, pois teve de inventar muitas mentiras nas últimas semanas, coisa que não estava acostumada e lhe consumia de culpa. E dessa vez, foi preciso que fosse assim, desguiar as duas da verdade. Ela simplesmente não podia suportar a ideia de ir com uma das amigas ao cinema; era um programa que as três tinham em mente desde o primeiro trailer solto no facebook. E de repente, por causa de uma briga, esse programa não podia existir mais. Não sem as três juntas. E enquanto isso, Geovana e Julinha se encontravam enfornadas em suas casas, tristes também por não terem a companhia que queriam para ver o superman levando um pau de um playboy milionário e a mulher maravilha aparecendo pra roubar o filme.
Moral da história: A culpa que Marcela sentia, não só lhe custou as têmporas rosadas, mas também a chance de ver Batman vs. Superman na pré-estréia. Agora ela teria de lidar com todos os spoilers pelo resto da semana. Que droga, viu?

Mas e agora, o que Marcela fez de errado aqui? Porque teoricamente, ela não fez nada pra merecer essa vida dupla. Ela não se envolveu em nenhuma briga, manteve a paz o máximo que conseguiu, fez de tudo pra não magoar nenhuma das duas queridas amigas. Então por quê?

Porque Marcela preferiu enxugar gelo.

Vamos ver o que poderia ter sido feito pra que nenhum dos lados, e nem quem está no meio, tenha passado por perrengues ou magoado outrem;

Primeiro: diálogo, Julinha
Ok, elas brigaram. Seja qual foi o motivo, aconteceu a desavença que causou a amizade a azedar e se desfazer. Acontece! Mas desde o início, Marcela como boa amiga sobrevivente do conflito, deve conversar com as duas partes. Deve deixar claro que, apesar do acontecido, ela não quer escolher lados; ela continua amando as duas da mesma forma e não vai deixar que a situação delas acabe prejudicando a amizade que resta. Em troca, Marcela vai ter respeito pelas duas, não vai conversar ou fofocar a respeito da Julinha com a Geovana e nem vice-versa. Vai deixar bem claro desde o início, que se Julinha falar algo ruim de Geovana pra Marcela, Marcela vai jogar o "para-pa-para-parô por aí" e se negar a falar coisas ruins de uma amiga. A mesma técnica vai ser aplicada com Geovana a respeito de Julinha.

Segundo: não força, Marcela
Tentar juntar as duas amigas que brigaram por vezes pode até dar certo, mas dependendo da situação, pode também não ser uma boa ideia; ainda mais quando a principal razão disso é algo tão superficial, como por exemplo, Marcela não querer ter um grupo desfalcado. Temos que respeitar nossos amigos e se no momento, algum deles não quer ter que lidar com alguém que o magoou, você não pode forçar isso pelo bem da dinâmica do grupo.

Teceiro: eita, Geovana!
Talvez o erro mais grave de Marcela na situação acima, foi ter sido falsa com ambas as amigas, pelo "bem maior". Não existe isso, miga. Mentir numa situação como essa é assinar o atestado de futura ex-amiga, porque vida dupla nunca foi solução de nada. Se num belo dia Marcela for no cinema com Julinha, e o primo do tio do pai de Geovana a reconhece, e conta casualmente durante o almoço de família como viu Marcela e Julinha indo ver aquele novo filme do Johnny Depp no mesmo shopping que ele estava... Um programa inocente... Ou até seria, mas Geovana vai ficar cabreira e se sentir traída, talvez até fazer um escândalo e fazer um textão no facebook jogando indiretas-meio-diretas para Marcela de como ela é falsa... E tudo que Marcela queria era somente manter a paz... Sabe de nada, Marcela.

Quarto: organiza, mas organiza na sinceridade
Foi estabelecido no primeiro passo que honestidade é a parte mais importante numa situação de amigas que se odeiam. Foi estabelecido também, que Marcela como boa amiga, não iria se desfazer de nenhuma das duas amigas, e muito menos trair a confiança da outra. Com isso, é preciso pôr em prática; Julinha convidou Marcela pra acampar no fim de semana. Geovana a convidou pra ir ao boliche. Marcela cordialmente diz que não irá poder, pois já havia combinado de ir acampar com Julinha. Quem sabe no fim de semana que vem?

Quinto: nem sempre dá certo. Todo mundo é diferente.
É preciso aceitar que nem todo mundo vai conseguir ter esse nível de maturidade. De aceitar que a amiga está com alguém que você odeia e costumava confiar. E se estiverem falando mal de você? E se Marcela gosta mais de Geovana que de Julinha? Tudo pode ser combustível pra discórdia se não existe confiança na amizade. E se for o caso, ás vezes é mais fácil deixar rolar e ver qual lado cai primeiro. Sim, eu sei que é chato.
Marcela saiu com Geovana. Foram fazer fotos do novo cachorrinho de Marcela no parque. Julinha fica com raiva e manda indiretas no facebook sobre "amizades que não são mais as mesmas" ou mesmo "queria ter uma câmera profissional. Soube que uma nikon pode preservar amizades. :)" Vish!

Sexto: um dia de cada vez
Se um dos lados de fato ruiu, paciência. Marcela fez sua parte. Não foi falsa, se manteve fora da treta e fez o que pôde para manter a paz. Mas Geovana decide que não consegue confiar em Marcela o suficiente pra ter certeza que ela não contou para Julinha que ela havia brigado com o namorado na noite passada. Julinha passa a convidar Marcela cada vez menos para saírem juntas, e quando Marcela chama, Julinha normalmente está ocupada. Não confia mais segredos a Marcela. E o distanciamento silencioso acontece.
Vida que segue.

Conclusão; Não podemos ter controle sobre nossos amigos (o nome disso é the sims), e haverão vezes na vida em que um grupo tão bom, tão divertido e dinâmico, pelo motivo que seja - vai se romper. Mas você não é obrigado a escolher lados. Apenas esteja lá para todos os seus amigos em questão, com honestidade do início ao fim, e muito diálogo.

Vai ser difícil, mas por muitas vezes, acaba dando certo.

E quando não der?

As lembranças legais vão perdurar e novas amizades vão vir. Sempre vêm.
Porque pra nossa sorte, encontrar novos amigos que tem tudo a ver com você é bem mais fácil do que achar sua alma gêmea, por exemplo. (e convenhamos, prioridades!)

Marcela voltou a falar com Geovana depois de algum tempo. A amizade não é mais a mesma, mas existe uma fagulha de expectativa de que um dia, volte. Não tem pressa. Outro dia elas até foram lanchar juntas! Com um grupo de amigos, claro.

Julinha está num intercâmbio e depois de alguns meses tendo os melhores momentos da sua vida de estudante, desbloqueou Geovana no facebook. Elas continuam não se falando.

Mas outro dia eu vi que Geovana curtiu uma foto de Julinha em que ela estava construindo seu primeiro boneco de neve. E mais ainda, ela até deixou um comentário.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Não esqueça de conferir o post do dia da Luana, clicando no banner abaixo! <3



11 comentários:

  1. Só acho que a Geovana é a certa da estória kkkkkkkkkk
    adorei o texto, nunca passei por isso mas imagino como deve ser ruim mesmo...
    bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA Geovana sua loka! Sai daqui que to contando sua história!

      Excluir
  2. No meio do ano passado eu era grudada na Gabi e na Laura, a Laura foi falar com a Vitória(outra menina lá) a Gabi então foi falar com a Rilari(outra menina lá que Laura não gosta) desde então nunca mais se falaram, e eu fiquei junto com a Laura por um bom tempo pq tb não gostava da Rilari, mas ai a Laura omeçou a ficar mais tempo com a Vitória e BUM voltei a falar com a Gabi, e adivinha a Laura e eu falamos bem pouco agora, mas quero voltar a falar com a Laura, mas com a Gabi quero continuar, mas olha eu to tipo louca, mas sobre a Laura é conversa bem rapidinha e direta sabe :/ Bom eu sinto saudades da Gabi e da Laura juntas, mas não me sinto no meio, é estranho (fiz textão O_O )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu acabou se afastando das duas Stef :~ é pesado isso. Mas vida que segue, né?
      Se você quer voltar a falar com as duas, que fale! Mas deixando sempre claro que você não vai aderir ao drama. Quem quiser sua companhia de verdade vai se adequar e te entender <3

      Excluir
  3. Adorei as dicas e concordo! Já passei por isso também algumas vezes. Eu sempre me mantive neutra, meus migos estão brigados: blz, mas n vou deixar de ser amigo de um porque o outro quer. O chato é que geralmente uma das partes tentava fazer chantagem, ou tentava me convencer a brigar com a outra pessoa tb . Ainda bem que eu sempre fui na minha, como eu disse, neutra. (na verdade, a briga sobrava pra mim pq eu tava no meio né, que nem a Marcela) Entonces, n tive problemas com isso. Mas que é chato, é. Nunca mais quero passar por isso T_T
    bejs dona su!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. melhor coisa é se manter neutra mesmo Sara! Mas nossa como é difícil ficar no meio :( também nunca mais quero passar por isso, cruzes

      Excluir
  4. hhahaha passei por uma situação dessas tem pouco tempo e resolvi da forma mais simples: Escolhi os amigos que gostam de mim e me valorizam de verdade! Percebi que estava cultivando uma amizade verdadeira com gente que era falsa comigo...larguei de mão! AMÉM TO LIBERTA EM NOME DE XESÚS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eita que coisa boa! HAUAHUA que bom que tu se livrou Lara <3 no meu caso no final um dos lados era uma cobrinha mesmo. Ainda bem que me afastei x_x

      Excluir
  5. Já passei por isso e foi HORRÍVEL! Era época de escola ainda e as duas nunca mais se falaram na vida. Era bem complicado contornar e ser amiga das duas. Já se passaram alguns anos e hoje em dia mal falo com uma delas e a outra evaporou hahahahah. É engraçado como na hora que as coisas acontecem é tudo tão grande e importante e depois a gente vê que nem foi nada, né? Ainda bem que nunca fiquei me descabelando por elas.

    Beijos sua linda <3

    http://laiszampieri.com

    ResponderExcluir

Respondo todos os comentários!
Mas por favor sem baixaria que disso já basta a autora.
Comentários com discurso de ódio serão ignorados. :*
Obrigada!

Página Anterior Próxima Página Início
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...