19 abril 2013

Divã da Mini-Suu #2 - A sogra corujão

 



(Mini-suu assumindo, boa sorte pra vocês)

MAH OE
Estamos de volta com mais um Divã da Mini-Suu, e mais uma vez um dos leitores do RDS veio rastejando infeliz (exageiros) ao meu mobiliário de rica pra contar seus problemas. E o problema dessa semana devo dizer, está porreta.
O que você faria se sua sogra não desse a você e ao seu namorado sequer um minuto de privacidade?
Vamos sofrer um pouquinho e tentar também ajudar com o desabafo da Jéssica (nome fictício).
É o seguinte: Namoro com um garoto, ele é muito legal, um fofo comigo, super paciente e gosta DEMAIS de mim. O problema é que eu, ultimamente, não ando mais tão apaixonada assim por ele. Nós não temos tempo de ficar juntos, e quando ficamos, a mãe dele insiste em ficar junto da gente, assistindo tv com a gente, lendo onde a gente tá sentado. Eu posso estar louca, mas sinto que ela está nos perseguindo. Ela não nos dá "espaço". E isso está me irritando tanto que acaba interferindo um pouco no relacionamento. Porque eu não quero ir na casa dele e ter minha sogra lá, cuidando cada movimento que eu faço, e ir na casa dele é o único jeito de ficarmos juntos sozinhos.
Sem falar que minha sogra fica assim "em cima" de mim e meu namorado, mas pra minha cunhada ela dá toda liberdade. Isso é injusto e me deixa ainda mais puta da vida.
A questão é: eu não estou mais tão apaixonada assim pelo meu namorado e sinto que é por conta da falta de "desconfiômetro" da mãe dele. O que eu faço?


Esse tipo de problema é mais comum do que parece. Se trata da clássica mãe corujão; e qualquer mulher que tente tirar a atenção do filhote dela não pode ser boa coisa.
Isso SE isso realmente estiver acontecendo e não for impressão sua mesmo como você falou, mas pelas coisas que ela faz, meldels. Primeiro de tudo, vamos entender melhor a mãe corujão.

A mãe super protetora é acostumada a ter os filhos desde sempre só pra ela. Por conta disso a adolescência é uma fase tão difícil pra todo mundo; o filho que quer liberdade e a mãe que quer protegê-lo. Quando o negócio passa pros relacionamentos então... F*deu!

Pro pai é "aimeuDeus um sem vergonha qualquer está tentando tirar minha florzinha de mim!" e pra mãe é "aimeuDeus uma vagabunda qualquer está tentando tirar meu bebê de mim!" isso tudo é explicado na psicologia, sabe? É tendencioso uma criança do sexo feminino se apegar a figura paterna, e a de sexo masculino a figura materna. Mas claro, existem relações não tão saudáveis que acabam ficando difíceis de adaptar á família quando chegam os primeiros namorinhos.

Sua sogra não é de todo mal, gatan, ela só ama demais o filhote dela e provavelmente não tem confiança plena em você (que na cabeça de mãe coruja dela pode ser uma dessas maluconas da night que só o quer pra sugar (oi) a grana suada dele e depois dar pro próximo da fila) então o que você pode fazer é; puxe sua sogra pra um papo girl-on-girl, não sobre essa situação (haveria genocídio da parte dela), mas pra vocês se aproximarem mesmo. Fala de maquiagem, compras, marcos feliciano, enfim, coisas que possam render papos longos. Quando você adquirir a total confiança e amizade dela, ela vai largar mão um pouco de ficar vigiando o filho porque vai saber que ele está em boas mãos - e ela nem vai pensar a respeito, é uma coisa instintiva.

Agora, se vocês não são exatamente estranhas uma para a outra e ja se conhecem mesmo, aí pode ser preciso cutucar a onça. Comece falando com o seu boy magia que eu ESPERO que tenha percebido essa onda toda, como você se sente e como você acredita que essa falta de tempo pra vocês pode acabar apagando a chama da relação cedo demais e levando ao inevitável. Sabendo como você se sente ele pode ter uma conversa franca com a corujão. Mas aí já se prepare porque o afastamento dela vai trazer junto um ressentimento de você, mas isso passa com o tempo, o que não dá é ter penas de coruja no vestido de noiva né? Então mantenha a postura, força na peruca, e se o cara vale mesmo a pena, não desista de vocês.

Quer participar do divã e receber conselhos da mini-suu? (sério? tá né) É só enviar um e-mail pra CONTATO@ROSTODENEVE.COM com o assunto DIVÃ DA MINI-SUU e contar sua história. Você pode escolher permanecer anônimo ou não. 

Beijo pra vocês!

9 comentários:

  1. kkk meu namorado sofre disso, e olha, é um SACO! Qq dia desses te dou um dilema pra resolver aqui no divã, mas quero direito à ilustração pessoal riuriu. Arrasou como sempre, gata <3 (ah, e eu adoro a Mini-suu, inclusive ela é mais "falo mesmo" que você aushasuhs)

    ResponderExcluir
  2. Mencionei vc num post,passa lá no blog pra conferir...bjos

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. acabei de conhecer seu blog e amei! mto lindo!!! Parabéns! ja estou seguindo.

    beijos

    Talita
    www.cerejarocks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwn obrigada <3 eu amoooo a tua loja! AHEHAEH beijo enorme!

      Excluir
  5. Suuu (e Mini-Suu, claro!), obrigada pelas dicas. Depois que li essas dicas (na sexta mesmo) comecei a colocar em prática a girl-on-girl que você disse. E não é que deu certo? Conversei muito com ela sábado, e ela até falou, ontem, que eu sou "da família" >.<
    Obrigada mesmo! Apesar de ainda não ter dado tempo para ver direito os resultados, acredito que cada vez ficará melhor. Você é uma ótima concelheira!!

    Beijos, Line
    putmerd.blogspot.com

    ResponderExcluir

Respondo todos os comentários!
Mas por favor sem baixaria que disso já basta a autora.
Comentários com discurso de ódio serão ignorados. :*
Obrigada!

Página Anterior Próxima Página Início
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...